Perpétuas-das-areias (Helichrysum italicum (Roth) G. Don fil.)

Flora silvestre portuguesa

Espécie: Helichrysum italicum (Roth) G. Don fil.
Divisão: Magnoliphytas
Classe: Magnoliopsidas
Ordem: Asterales
Família: Asteráceas (compostas)
Sinonímia: Varia de acordo com as espécies.
Nomes vernáculos: Perpétuas-das-areias, alecrim-das-paredes, erva-caril, espanta-diabos, jónias, perpétua-sol-de-ouro.
English names: Everlasting.

Com um aroma apenas confundível com o do caril, as perpétuas-das-areias possuem virtudes terapêuticas voltadas precisamente para as vias respiratórias e para o tratamento da depressão.

Identificação: De raiz lenhosa, este caméfito é rapidamente identificável pelo seu aroma semelhante ao do caril, mesmo que não se encontre em floração. Podendo ultrapassar os 50 cm de altura, o seu crescimento é erecto e apresenta folhas lineares estreitas, por vezes tomentosas na página inferior, de tom cinzento-esverdeado. Os seus capítulos reúnem-se em corimbos de cerca de 6 cm de diâmetro, de formato globoso ou cilíndrico. As flores são de um amarelo intenso, sendo as do disco interno hermafroditas e as marginais femininas, todas tubulosas. O fruto é uma cipsela de papilho áspero.

Tipo fisionómico: Caméfito.

Distribuição: Endémica do Mediterrâneo.

Habitat: Arribas, ruderais com proximidade ao mar, campos edafoxerófilos. Solos arenosos.

Floração: Primavera-Verão.

Princípios activos: Flavonóides e heterósidos, óleo essencial, luteolina e apigenina, limoneno, alpha-pineno, geraniol, cetonas, aldeídos helicrisinas A e B, compostos triterpénicos, ácido cafeico, esteróis e acetato de nerilo, entre outros.

Propriedades: Anti-inflamatória, anti-fúngica, antibacteriana, cicatrizante, antidepressiva.

Partes usadas: Óleo essencial das inflorescências.

Usos: Utilizada na tratamento de problemas respiratórios, urticária, psoríase, ecazema e como cicatrizante. A sua inalação propicia a atenuação dos sintomas da depressão. Internamente, é recomendado o extracto fluido, 15 a 20 gotas duas vezes/dia, assim como o óleo essencial, diluído em pouca água, 2 gotas duas vezes/dia, para tratamento de alergias respiratórias, alimentares, urticária e psoríase.

Curiosidades: Em Portugal existem diversas espécies de Helichrysum, algumas alóctones que por cá fincaram raízes. O hibridismo ocorre, assim, com frequência, pelo que muitas vezes surgem espécies difíceis de identificar por possuirem características diferenciadoras.

O Helichrysum tem sido confundido com uma outra asterácea, o Phagnalon saxatile, também chamado de alecrim-das-paredes e de erva-espanta-diabos.

O aroma das perpétuas-das-areias detém a particularidade de estimular as ondas cerebrais de baixa frequência, ou seja, as ondas lentas originadas no hemisfério direito e que actuam sobre a hipófise, levando à produção de endorfinas que atenuam a dor e os sentimentos de angústia  e medo. Estas ondas estimulam igualmente o coração e a tiróide, o que resulta num abrandameto dos sintomas da depressão, daí ser também conhecida pelo nome de espanta-diabos.

Embora também chamado de «erva-caril», o Helichrysum não entra na composição do caril que habitualmente usamos em gastronomia como tempero. Sendo que o caril corresponde a uma mistura de ervas-aromáticas e pimentas, há diversos tipos de caril, conforme a região onde é produzido. Desta mistura fazem parte o açafrão, o cardamomo, a curcuma, o gengibre, a erva-doce, o funcho, a salsa, os coentros, o cravinho, a mostarda e por vezes o alecrim, entre outras. Existem misturas de caril com mais de cinquenta ingredientes. E há que lembrar uma vez mais o poder das especiarias e ervas-aromáticas no tratamento da depressão, visto estimularem de igual forma a produção de ondas cerebrais lentas, alpha, theta e delta.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Asteráceas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Perpétuas-das-areias (Helichrysum italicum (Roth) G. Don fil.)

  1. Pingback: Asteraceae (Asteráceas/Compostas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s