Tádega (Dittrichia viscosa (L.) Greuter.)

Flora silvestre portuguesa

Espécie: Dittrichia viscosa (L.) Greuter.
Divisão: Magnoliphytas
Classe: Magnoliopsidas
Ordem: Asterales
Família: Asteráceas (compotas)
Sinonímia: Inula viscosa (L.) Aiton; Dittrichia viscosa (L.) Greuter ssp viscosa; Erigeron viscosus L.
Nomes vernáculos: Tádega, táveda-de-folhas-estreitas, táveda-de-folha-de-charuto, erva-difícil-cheirosa, tágueda, énula-peganhosa, olivarda.
English name: False yellowhead, strong-smelling inula.

Frequentadora das bordaduras dos bosques e dos caminhos, a tádega é uma das mais antigas plantas medicinais conhecidas na Península Ibérica, hoje caída em esquecimento…

Identificação: Erva perene que adquire a aparência de um pequeno arbusto (cerca de 1 metro de altura) pubescente e de base lenhosa. As suas folhas são peninérveas, lanceoladas, inteiras e de margem serrilhada. As distais são sésseis. As flores são amarelas, semelhantes a malmequeres de pétalas estreitas, que brotam em espiga (inflorescência). O fruto é um aquénio (cipsela). A tádega exala um cheiro forte que algumas pessoas consideram desagradável. Toda a planta segrega uma substância resinosa (viscosa).

Tipo fisionómico: Caméfito

Distribuição: Regiões mediterrânicas.

Habitat: Zonas costeiras, ruderais, pastagens, matagais.

Floração: Junho/Outubro.

Princípios activos: Cineol, α-cadinol, azuleno, lactonas sesquiterpénicas, inulina e vitamina C.

Propriedades: Adstringente, diurética, analgésica, antireumatismal e cicatrizante.

Partes usadas: Raiz e inflorescências.

Usos: A infusão diminui a quantidade de açúcar no sangue e alivia as dores reumáticas.

Formas de utilização: Infusão, cataplasmas e tintura.

Curiosidades: É usada desde épocas proto-históricas como adstringente.

Um provérbio catalão diz que as bagas estão maduras quando a tádega floresce.

Uma alternativa à tintura é a maceração em vinagre e sal a ser aplicada sobre feridas como cicatrizante e anti-séptico.

O cineol presente no óleo essencial é o responsável pelo odor característico desta planta.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Asteráceas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Tádega (Dittrichia viscosa (L.) Greuter.)

  1. Pingback: Asteraceae (Asteráceas/Compostas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s