Tasneirinha (Senecio vulgaris L.)

Flora silvestre portuguesa

Espécie: Senecio vulgaris L.
Divisão: Magnoliphytas
Classe: Magnoliopsidas
Ordem: Asterales
Família: Asteráceas (compotas)
Sinonímia: Senecio dunensis Dumort; Senecio radiatus W.D.J. Koch.
Nomes comuns: Tasneirinha, cardo-morto.
English names: Old-man-in-the-spring, common groundsel.

Semelhante à sua congénere erva-de-santiago, a tasneirinha oferece maior segurança na sua aplicação, sendo útil às mulheres em menopausa.

Identificação: Herbácea anual, de aproximadamente 40 cm de altura, glabrescente, de folhas alternas e pinatilobadas, serradas, estreitas e sésseis, que vão diminuindo de tamanho à medida que a planta cresce, sendo as basais as de maior dimensão e de forma elíptica. Apresenta capítulos terminais cilíndricos e reunidos em corimbo, tendencialmente deflexos e sem flores de raio, ou seja, sem pétalas, camufladas pelas brácteas alongadas. O seu fruto é uma cipsela.

Tipo fisionómico: Terófito.

Distribuição: Eurásia e Norte de África.

Habitat: Ruderais, ruinas, calçadas, margens de caminhos, campos incultos ou cultivados, lugares ensolarados ou de sombra parcial.

Floração: Todo o ano.

Princípios activos: Alcalóides pirrolizidínicos (senecionina, otosenina, floridanina, forosenina, senescina, entre outros) à semelhança da maior partes das espécies do género Senecio, sesquiterpenos.

Propriedades: Tóxica, anti-escorbútica, diurética, purgativa,

Partes usadas: Folhas e capítulos.

Usos: Sendo tóxica, o seu uso deve ser moderado e doseado por um profissional e nunca por períodos prolongados. Utilizada no tratamento dos sintomas da menopausa. Preferencialmente utilizada externamente sob a forma de tintura e cataplasmas.

Curiosidades: O nome Senecio deriva do latim senex, “velho”, daí em inglês ser muitas vezes chamada de old-man.

O Senecio vulgaris, ao contrário da espécie S. jacobaea, é uma planta auto-polinizadora.

Dioscórides cita-a como tratamento para as litíases dos rins. Culpeper, no século XVII, receita-a como tratamento para a epilepsia.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Asteráceas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Tasneirinha (Senecio vulgaris L.)

  1. Pingback: Asteraceae (Asteráceas/Compostas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s