Verrucária (Heliotropium europaeum L.)

Flora silvestre portuguesa

Espécie: Heliotropium europaeum L.
Divisão: Magnoliophytas
Classe: Magnoliopsidas
Ordem: Lamiales
Família: Boraginaceae
Sinonímia: Não encontrada.
Nomes comuns: Verrucária, erva-das-verrugas, tornassol.
English name: European turnsol.

Parece-se com uma lagarta-das-couves e enrola-se qual rabo de um escorpião, esta que é uma das ervas há muito consagradas pela medicina popular ibérica, e mais um belíssimo exemplo de «Teoria das Assinaturas». Nem tudo o que parece não o é.

Identificação: Erva anual, de cerca de 30 cm de altura, ramificada desde a base. Toda a planta é vilosa, suave e verde-acinzentada. Apresenta folhas ovadas e pecioladas, de margem inteira, peninérveas, de nervuras côncavas. As flores, exíguas e brancas, brotam em rácimos terminais, erectos ou curvados, de ápice enrolado, lembrando o rabo de um escorpião.

Tipo fisionómico: Terófito.

Distribuição: Encontra-se por toda a Europa, com excepção do norte, Ásia Menor e Norte d’África. Existem uma espécie vicariante nos Himalaias.

Habitat: Ruderais, em solos soalheiros e bem drenados.

Floração: Quase todo o ano, excepto no Outono.

Princípios activos: Cinoglosina (alcalóide tóxico), também designado «heliotropina» (raiz e sementes).

Propriedades: Emenagoga, febrífuga, colerética e anti-séptica.

Partes usadas: Folhas.

Usos: Na medicina popular ibérica, a infusão ligeira das folhas da verrucária (cerca de 30 gramas/litro) é prescrita como antipirético e emenagogo (provoca a menstruação). Sob a forma de emplastro, as folhas ajudam a remover verrugas, daí o seu nome, e possuem um efeito desintoxicante e anti-séptico sobre picadas de escorpião e mordeduras de víboras e de cães raivosos. Revelam-se eficazes quando aplicadas sobre zonas afectadas pela gota.

Curiosidades: Segundo a «Teoria das assinaturas», as plantas possuem características morfológicas que indicam aos humanos as suas funções de cura. No caso desta espécie, muito antes de ter sido empregue na remoção de verrugas e de se lhe ter dado no nome de verrucária, foi usada para tratar picadas de escorpião, uma vez que os seus rácimos floridos, de ponta curva, assim o sugeriam.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Boragináceas com as etiquetas , , . ligação permanente.

Uma resposta a Verrucária (Heliotropium europaeum L.)

  1. Pingback: Boraginaceae (Boragináceas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s