Salva-dos-caminhos (Salvia verbenaca L.)

flora silvestre

Espécie: Salvia verbenaca L.
Divisão: Magnoliophytas
Classe: Magnoliopsidas
Ordem: Lamiales
Família: Lamiáceas
Sinonímia: Não encontrada.
Nomes comuns: Salva-dos caminhos, erva-cristã, jarvão, salva-bravia, salvia.
English name: Meadow sage.

«Quem tem salva no jardim, tem saúde no corpo.» Provérbio toscano.

Durante a maior parte do ano, a “erva que salva” passa despercebida nos campos abertos onde vegeta. O seu caule aparenta secar no meio da aridez estival, mas as suas folhas escuras e espessas permanecem como último reduto de vida agarrado à terra.

Identificação: Planta vivaz, de caule erecto e pubescente, cresce a partir de uma roseta de folhas basais, atingindo cerca de 1m de altura. As suas flores são labiadas, lilases ou azuladas e despontam em verticíolos em redor do caule. Durante o Inverno podemos encontrá-la em estado letárgico, sem corolas, apenas com os cálices em forma de campainha. As folhas são pecioladas, rugosas (reticuladas), inteiras e de margem crenada/fendida. Fruto globoso e acastanhado.

Tipo Fisionómico: Terófito/hemicriptófito.

Distribuição: Nativa das Ilhas Britânicas, podemos encontrá-la por toda a Europa.

Habitat: Terrenos incultos, bordadura de bosques e margens de caminhos. Prefere solos argilosos.

Floração: Primavera.

Princípios activos: Taninos e isoflavonas.

Propriedades: Dentífrica, anti-inflamatória, adstringente, aperitiva, anti-sudorífera, oftálmica, bactericida, febrífuga, antiespasmódica e vulnerária.

Partes usadas: Folhas.

Usos: A salva-dos-caminhos tem usos semelhantes aos das suas parentes S. officinalis e S. pratensis, contudo é muito menos utilizada. Salienta-se o seu uso como dentífrico. Para além de ser usada como estimulante do apetite, são atribuídos usos oftálmicos e condimentares.

Curiosidades: A salvia officinalis é usada como conservante pela indústria alimentar e encontra-se regulamentada pelo Conselho Europeu (categoria N2).

A salva é igualmente citada no Capitulário de Carlos Magno e tida popularmente como a “rainha das ervas medicinais”, à semelhança do que acontecia na Antiguidade, sendo considerada uma planta sagrada, independentemente da espécie.

Durante a Idade Média e Renascimento, acreditava-se que favorecia a concepção e diminuía as dores do parto, algo que nunca foi demonstrado pela Ciência. A salva não é aconselhada a mulheres grávidas.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Lamiáceas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Salva-dos-caminhos (Salvia verbenaca L.)

  1. Pingback: Lamiaceae (Labiadas/Lamiáceas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s