Cebola-albarrã (Urginea maritima (L.) Baker.)

flora silvestre

Espécie: Urginea maritima (L.) Baker. Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsidas
Ordem: Asparagales/Ant. Liliales
Família: Hyacinthaceae/Ant. Liliaceae
Sinonímia: Ornithogalum maritimum Brot.; Scilla maritima L.
Nomes vulgares: Cebola-do-mar, cebola-marítima, cebola-albarrã, cebola-silvestre, alvarrã-branca, cila-marítima, cila.
English names: Wild onion.

Num tapete de erva drenada pelo Estio, um cacho de estrelas brancas irrompe da terra numa primavera tardia.

Identificação: Geófito bolboso de aproximadamente 1,50 cm de altura, de crescimento erecto a partir de uma roseta de folhas basais, amplas e lanceoladas. A inflorescência, disposta em cacho terminal, comprido e de grandes dimensões (cerca de 1m), é densa e composta por grande número de flores hexâmeras de seis estames, brancas, que se distinguem facilmente por terem uma nervura longitudinal de um tom acastanhado ou rosa-velho, do mesmo tom do caule.

Tipo fisionómico: Geófito.

Distribuição: Região mediterrânica e Canárias.

Floração: Outono.

Princípios activos: Alcalóides tóxicos.

Propriedades: Tóxica.

Usos: Ornamental e como desratizante. As escamas dos bolbos quando verdes, esmagam-se e obtem-se assim um cataplasma para o inchaço dos joelhos (hidrartrose). O seu uso interno está prescrito para casos de bronquite e cardiopatias com edema, todavia não deve ser tomado sem avaliação prévia e sem vigilância médica.

Curiosidades: Assemelha-se bastante à sua congénere primaveril, Ornithogalum narbonense L. (estrela-de-belém) que na Vila de Parede vegeta num lugar não muito afastado do local onde esta planta se encontra. A principal diferença entre elas, para além da época do ano em que florescem, é a cor, que na cebola-do-mar é acastanhada e na estrela-de-belém é esverdeada.

Os seus bolbos, reduzidos a pó funcionam como insecticida e desratizante.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Hiacintáceas, Liliáceas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Cebola-albarrã (Urginea maritima (L.) Baker.)

  1. Pingback: Liliaceae (Liliáceas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s