Espargos-silvestres (Asparagus spp.)

flora silvestre

Espécie: Asparagus albus L.
Divisão: Magnoliphytas
Classe: Liliopsidas
Ordem: Liliales
Família: Asparagaceae/Ant. Liliaceae)
Sinonímia: Asparagus pallidus Salisb.; Asparagopis alba (L.) Kunth.
Nomes comuns: Estrepes, espargo-branco.
English name: Wild asparagus.

Conhecidos dos antigos Gregos e Egípcios, os espargos silvestres foram outrora muito apreciados gastronomicamente. Uma iguaria do passado que poderá alimentar o futuro.

Identificação: A espécie A. aphyllus, conhecida por espago-bravo ou corruda-menor, é um arbusto perene que cresce até 1 m, prostrado e facilmente identificável pelas suas folhas transformadas em cladódios, conferindo-lhe uma aparência espinhosa que se refere a uma adaptação xerofítica. Os seus cladódios são desiguais em tamanho, facto que o distingue de uma espécie análoga, o A. acutifolius. As flores são de um tom amarelo-claro esverdeado ou esbranquiçado e acuminadas. O fruto é uma baga verde-azulada, madura no Inverno.

O A. abus, conhecido por estrepes, é também um arbusto perene, que atinge cerca de 60 cm de altura, embora o seu crescimento seja tendencialmente prostrado. As suas folhas verde-escuras são uninérveas e curtas, formando verticíolos em torno do caule branco. As flores são brancas, numerosas, de androceu violáceo e de aroma agradável. O fruto é uma baga.

flora silvestre

A. albus L.

Tipo Fisionómico: Nanofanerófitos.

Distribuição: Sul da Europa, Oeste asiático e Norte de África.

Habitat: Ruderais, matos, bosques, matagais.

Floração: Março-Junho. O A. albus floresce a partir de Julho até Outubro.

Princípios activos: Vitaminas A, C e B1, asparagina, tanino e glicósidos.

flora silvestre

Espécie: Asparagus aphyllus L.
Divisão: Magnoliphytas
Classe: Liliopsidas
Ordem: Asparagales/Ant. Lililales
Família: Asparagaceae/Ant. Liliaceae
Sinonímia: Asparagus aphyllus L. for. macroclados Henriq.; Asparagus aphyllus L. var. genuinus for.; microclados Henriq.
Nomes comuns: Corruda-menor, espargo-bravo-menor, esparago-silvestre-menor.
English names: Wild asparagus.

Propriedades: Diuréticas, comestíveis. O A. albus é principalmente cardiotónico e laxante.

Partes usadas: Rebentos (espargos) e raízes.

Usos: Para além do uso alimentar dos rebentos, as raízes são usadas em casos de prisão de ventre, icterícia e taquicardia.

Curiosidades: Os rebentos dos Asparagus aphyllus, Aacutifolius e A. albus são tão nutritivos como os do Asparagus officinalis L., introduzido pelo Romanos na Península Ibérica. No século XVIII, as suas qualidades atraíram a atenção da classe burguesa, que fez deles uma iguaria muito consumida até  finais do século XIX.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Asparagáceas, Liliáceas com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Espargos-silvestres (Asparagus spp.)

  1. Pingback: Liliaceae (Liliáceas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s