Malva-real (Althea rosea L./ Alcea rosea L.)

flora silvestre

Espécie: Althea rosea L./ Alcea rosea L.
Divisão: Magnoliophytas
Classe: Magnoliopsidas
Ordem: Malvales
Família: Malváceas
Sinonímia: Althaea chinensis Wall., Althaea ficifolia Cav., Althaea rosea Cav.
Nomes comuns: Malva-real, alteia-rósea, álcea-rósea, alteia, alcea, malva-rosa, malva-louca, isabella.
English name: Hollyhock.

É provavelmente a erva-daninha mais cobiçada do mundo. Por vezes invade os nossos quintais com a sua exuberância, mas quem seria capaz de a rejeitar? O esplendor supérfluo não é mais do que uma pálida manifestação de dons maiores, a cura que transporta no invisível e a vontade de partilhar connosco o arcano que a torna tão bela.

Identificação: Planta erecta que cresce a partir de uma roseta de folhas basais e que pode atingir uma altura superior a 2 metros. Possui folhas largas, lobadas, muito nervuradas e ásperas ao toque. Flores de grandes dimensões (mais de 10cm de diâmetro) que variam de tom, desde o azul-escuro ao vermelho-negro intenso.

Tipo fisionómico: Nanofanerófito.

Distribuição: Europa mediterrânica e Costa Atlântica. Fora da Península Ibérica é mais comum a espécie Alcea biennis, muito similar a esta.

Habitat: Podemos encontrá-la nos campos, nas bordaduras de bosques, junto a cursos de rios e em terrenos incultos. Cresce frequentemente junto a ruínas.

Floração: Primavera/Verão.

Princípios activos: Antocianinas, mucilagem e taninos.

Propriedades: Anti-inflamatória, expectorante, anti-alérgica.

Partes usadas: Folhas, flores e raízes.

Usos: Esta espécie de alteia é também muito usada como anti-inflamatória e expectorante. Constitui um anti-rugas natural e um excelente tónico capilar. Emprega-se especialmente em casos de asma, tosse, obstipação e inflamações do sistema digestivo. Recomenda-se a infusão de 2 colheres de sopa de flores secas num litro de água (três chávenas/dia). Pode, igualmente, ser usada em compressas para suavizar a pele inflamada devido a queimaduras solares. À semelhança das malvas, todas as espécies de alteia são prescritas para uso ginecológico.

Curiosidades: Em associação com o tomilho, o poder anti-tússico da alteia é exponenciado.

Uma das espécies de alteia, a Althea narbonensis, pode ser utilizada no fabrico de papel, devido ao comprimento das suas fibras.

A alteia mais usada medicinalmente, a althea officinalis L., é muito semelhante à alteia-real em termos morfológicos e princípios activos, possuindo, porém, flores bem mais pequenas e folhas de toque aveludado.

A palavra althea vem do Grego e significa “cura”. Os Romanos adaptaram o nome para o latim, chamando-lhe “alcea”, daí podermos encontrá-la sob ambos os nomes no catálogo de Lineu.

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Malváceas com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Malva-real (Althea rosea L./ Alcea rosea L.)

  1. Pingback: Malvaceae (Malváceas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s