Morrião-azul (Anagallis spp.)

flora silvestre

Espécie: Anagallis arvensis L. var. coerulea (L.) Gouan (morrião-azul)/ var. arvenses (morrião-vermelho).
Divisão: Magnoliophytas
Classe: Magnoliopsidas
Ordem: Ericales
Família: Primulaceae
Sinonímia: Anagallis arvensis L. var. longifolia Willk. Sert. Anagallis foemina (Mill.) Schinz et Thell.
Nomes vulgares: morrião-azul, morrião, morrião-dos-campos, erva-do-garrotinho.
English names: Blue pimpernel, scarlet pimpernel, poor-man’s barometer, shepherd’s weather glass.

Discretas e ilusivas, as diminutas flores do morrião-azul quase passam despercebidas ao olhar. À luz difusa da manhã, estas tímidas primuláceas brilham nos prados como se de safiras se tratassem.

Identificação: A espécie A. arvensis é uma erva anual, de caules finos, normalmente prostrados; distingue-se pela sua flor exígua, pentâmera e azul-escura, ligeiramente arroxeada na fauce. As folhas, inteiras e opostas, de reduzidas dimensões, formam aglomerados abaixo das flores. As suas raízes possuem um aroma desagradável, parecido com o da valeriana. O fruto é seco e capsular, um pixídio.

Para além da variedade azul, foram identificadas duas outras, a cor-de-laranja e a branca de fauce violácea, extremamente rara.

Uma espécie afim, A. monelli, conhecida por «morrião-das-praias» e diferenciada pelas folhas algo carnudas, alternas, mais escuras, formando terminalmente verticilos ímpares, de três a cinco. As suas flores são ligeiramente maiores.

Tipo Fisionómico: Terófitos/hemicriptófitos.

flora silvestre

Espécie: Anagallis monelli L.
Divisão: Magnoliophytas
Classe: Magnoliopsidas
Ordem: Ericales
Família: Primulaceae
Sinonímia: Anagallis monelli L. var. maritima (Mariz) Samp.
Nomes vulgares: Morrião-das-praias, morrião-perene, morrião-dos xistos.
English names: Blue pimpernel.

Distribuição: Europa. Muito frequente em toda a bacia de Mediterrâneo. O morrião-das-praias é característico do Sudoeste europeu e apresenta uma fanorâmica mais longa que a do morrião-azul.

Habitat: Dá-se em terrenos incultos e soalheiros, mas também surge em hortas e lugares sombrios e húmidos. Embora partilhem os mesmos habitats, encontramos o morrião-das-praias com maior frequência nas dunas superiores fixas.

Floração: Março-Junho/Outubro.

Princípios activos: Saponósidos, flavonóides, taninos, ciclamina (tóxica). As variedades cor-de-laranja são mais ricas em pelargonidina, as azuis em malvina e as vermelhas em delfinidina.

Propriedades: Tóxica, em particular para os animais, diurética, tópico-cicatrizante, expectorante, sudorífera e depurativa.

floras silvestre

Anagallis arvensis L. var. albina

Partes usadas: Folhas e flores (sob a forma de elixir para aplicação tópica).

Usos: Principalmente as raízes e os rizomas quando ingeridos podem causar náuseas devido à sua toxicidade, pelo que a sua ingestão não é aconselhada, restringindo-se toda a planta ao uso externo.

Curiosidades: Existem vários tipos de morrião, entre eles o morrião-vermelho de corola vermelha e fauce azulada. As primaveras (Primula veris) fazem parte da sua família. Na Antiguidade Clássica foi usado para o tratamento da raiva. O seu nome científico Anagallis deriva do grego anagelein, “hilariante”.

flora silvestre

Anagallis arvensis L. var. laranja

Os nomes poor-man’s barometer e shepherd’s weather glass, pelos quais são mais conhecidos na Irlanda e em Inglaterra, deve-se ao facto de esta flor apenas abrir quando a pressão atmosférica aumenta.

Em 1919, o livro de ficção histórica The scarlet Pimpernel (O Morrião-vermelho), da autoria da Baronesa Orczy, conta, através de um conjunto de onze contos, a história de um grupo de aristocratas inglesas que durante a Revolução Francesa (1789) formaram uma sociedade secreta com o objectivo de resgatar os nobres franceses e salvá-los da execução. Esta obra deu origem a uma peça de teatro, The League of the Scarlet Pimpernel, onde o seu líder, Sir Percy Blackeney, assinava a correspondência secreta desenhando uma pequena flor vermelha, o morrião.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Primuláceas com as etiquetas , , . ligação permanente.

Uma resposta a Morrião-azul (Anagallis spp.)

  1. Pingback: Primulaceae (Primuláceas) | Herbalist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s